Guia prático para a escolha de edutores

Por 20 de dezembro de 2021Pulverização Geral

Em algumas atividades industriais, os edutores são peças fundamentais para a operação. O equipamento funciona com o efeito Venturi – fenômeno que ocorre quando o ar flui em maior velocidade ao circular por uma passagem mais estreita, criando assim uma pressão negativa e ocasionando um vácuo parcial que impulsionará o fluido a altas velocidades.

O edutor é uma das maneiras mais eficientes de se bombear ou mover líquidos e sólidos em tanques abertos ou fechados ou ainda bombear gases, substituindo com performance superior outras soluções comumente utilizadas para essa finalidade como canos abertos, agitadores de líquidos e bombas.

Diversas aplicações industriais podem utilizar os edutores com os seguintes benefícios:

· Misturas mais homogêneas e, consequentemente, qualidade elevada dos produtos.
· Eliminação do acúmulo de lama, reduzindo o tempo de limpeza dos tanques.
· Possibilidade de usar bombas menores, de menor custo de aquisição e operação.
· Operação e manutenção simplificadas.

edutores-como-funcionam

É importante destacar que os edutores podem arrastar até seis vezes a quantidade de solução bombeada. Veja nesse vídeo a comparação do uso do edutor e de um simples cano aberto, solução utilizada por algumas indústrias para movimentação nos tanques misturadores. Pelo registro da câmera térmica,
é possível notar como a performance do edutor é superior:

Como selecionar os edutores para a operação?

Para alcançar uma boa performance, no entanto, é preciso escolher adequadamente o edutor pelo tamanho e capacidade de vazão do equipamento e também a quantidade de peças a serem instaladas em determinada etapa da operação.

Confira nossas dicas nesse pequeno guia que preparamos:

1) Índice de circulação

O primeiro passo para escolher a vazão ideal do seu edutor é identificar quantas vezes a solução do tanque precisa passar pelos edutores. A resposta vai depender da aplicação, da viscosidade da solução e no número de partículas.

2) Vazão necessária

Na sequência, é preciso calcular a vazão necessária. Para isso, multiplique o índice de rotação pelo volume do tanque e depois divida por 60.

Por exemplo: dez rotações em um tanque de 800 galões (o equivalente a 3.028,3 litros).

Em galões:
10×800/60 = 8.000/60 = 133,3 gpm
Em litros:
10×3.028,3/60 = 30.283/60 = 504,7 l/min

3) Fluxo de entrada necessário

Tome como referência os galões ou litros por minutos e divida por 5 (os edutores misturam em uma proporção de 5:1).

Exemplo em galões:
133.3 gpm/5 = 26,7 gpm
Exemplo em litros:
504,7 l/min/ 5 = 100,9 l/min

 edutores-agitação-tanques-revestimento

Edutores para agitação em
tanques para revestimento.

edutores-agitação-tanques-galvanoplastia

Edutores para agitação
em tanques de galvanoplastia.

4) Tamanho do edutor

Determine o tamanho do edutor de acordo com a tabela de desempenho. Exemplo: um edutor de ¾ tem uma vazão de 27 gpm @ 40 psi (116 l/min @ 2,76 bar).

5) Quantidade de edutores

Determine quantos edutores são necessários para a sua operação. Você pode precisar de vários edutores para chegar ao fluxo necessário e evitar a sedimentação, o que é comum em tanques quadrados e retangulares. O uso de vários edutores em um tanque maior proporcionará uma mistura mais eficaz.

6) Localização do edutor

Outro ponto importante para a melhor performance do equipamento é a escolha do local onde o equipamento deve ser instalado. Há pouca agitação no nível abaixo do edutor, por esse motivo eles devem ser posicionados o mais perto possível do fundo do tanque para obter a máxima rotação do líquido. Geralmente, é feita uma disposição espaçada dos edutores, com uma distância de 30 centímetros entre eles para se obter uma agitação suave e uniforme.

Para facilitar a tarefa de escolha dos edutores, no site da Spraying Systems, você encontra nossa calculadora e tabela de performance.

Se tiver dúvidas sobre a seleção dos edutores que terão o melhor desempenho na sua operação, fale com nossos especialistas.

Spraying Systems

Autor Spraying Systems

Mais posts de Spraying Systems

Deixe seu comentário